Descoberta nova área motora escondida no encéfalo humano em novo estudo

Siga o TUDO SOBRE CONTROLE NEURAL no facebook, no instagram e no twitter

Por Laiali Chaar

movimento

Bomba da Neurociência para os Neuroanatomia lovers 🔥♥️💀♥️💀💣
Neurolover, você pensou que a Anatomia nunca muda? Não é bem assim 🙂🙃 Essa descoberta pode ser comparada como encontrar um novo planeta no sistema solar 🌍😍♥️✨
Neurocientistas descobriram na quarta feira uma região escondida no encéfalo humano  dentro do pedúnculo cerebelar inferior próxima da junção com a medula espinal ♥️🙇🏻‍♀️🙇🏻
⚠️ A área recebeu o nome de Núcleo Endorestiforme 😌♥️👼🏼
➡️ Pela região em que foi encontrada eles deduziram que a função dela é integrar informações sensoriais com as motorar para refinar e controlar nossa postura, equilíbrio e movimentos finos das mãos 🚶🏻‍♀️🚶🏽💃🏻🕺🏻🙋🏻🙆🏻🙅🏻💁🏻👋
➡️ Ou seja, pode ser que nós fisioterapeutas ativamos essa área quando treinamos nosso paciente que perdeu os movimentos ou aumentamos a informação sensorial para que o movimento seja mais controlado por ele 💚⚡️🐍💚💪🏼
➡️ A descoberta pode ajudar nos avanços do tratamento do Parkinson e doenças dos neurônios motores 😍🙏🏻🙌🏼
➡️ Quem descobriu a área foi o neuroanatomista renomado George Paxinos. Neurocientista como eu usamos os atlas do professor Paxinos para orientar nossas pesquisas. Ele escreveu o artigo mais citado da história da Neurociência 63490 vezes e tem 52 livros publicados ♥️🔬👨🏻‍🏫
➡️ Os mapas cerebrais feitos por ele guiam pesquisas, neurocirurgias e Neurociência ajudando na exploração, descoberta de tratamentos de doenças e alterações cerebrais. Tenho um atlas de Neuroanatomia com mapas do cérebro autografado por ele (veja nos stories a foto do autógrafo) ♥️📝📚
➡️ Ele suspeitou da existência dessa região há 30 anos mas só agora conseguiu enxerga la porque as técnicas de coloração e imagem melhoraram ♥️🔬 ⠀
➡️ Essa região é muito intrigante porque não existe em macacos nem em ratos. É única no cérebro humano 🙊🙉🙈🐵🐭
⠀ 🔎📚 Para ler o livro original acesse:
Anúncios

Maior comunicação entre fisioterapeutas e médicos melhora movimentos e acelera alta do paciente, descobre novo estudo

Siga o TUDO SOBRE CONTROLE NEURAL no facebook, no instagram e no twitter

Por Laiali Chaar

equipe-medica-1.jpg

Bomba da Neurociência 🔥🔥🔥💣💣💣 😉😍

É importante estudar teorias e aprender técnicas baseadas em evidências.  Mas, sempre comento com meus alunos que para ter sucesso na Fisioterapia não é só isso que importa. Foco meus atendimentos também em outras habilidades que são muito importantes como a comunicação com o paciente e com a equipe interdisciplinar ♥️👩🏻‍⚕️👨🏽‍⚕️

➡️ Se você é fisioterapeuta, sugira isso para o gestor e equipe médica do seu hospital. Modtee esse artigo e proponha participar das reuniões médicas. Se você é neurocirurgião convide os fisioterapeutas da equipe para participar das reuniões. Vamos unir nossos conhecimentos ♥️👩🏻‍⚕️👨🏽‍⚕️

➡️ Neurocientistas americanos acompanharam nesse estudo 235 pacientes no pós neurocirúrgico por 16 meses em um hospital na UTI e enfermaria ♥️🏥

➡️ Durante 8 meses fisioterapeutas não frequentaram a reunião da equipe médica diária com o neurocirurgião responsável. Depois disso, os fisioterapeutas frequentaram as reuniões médicas por 8 meses ♥️👩🏻‍⚕️👨🏽‍⚕️

➡️ A pergunta do estudo foi: será que quando fisioterapeutas frequentam as reuniões médicas os pacientes melhoram mais e recebem alta antes? 🤔🙇🏻🙇🏻‍♀️


➡️ Depois que fisioterapeutas começaram a frequentar as reuniões com os neurocirurgiões, os pacientes se movimentaram 2 dias antes, ficaram 2 dias a menos na UTI e receberam alta do hospital 12 dias depois da cirurgia ao invés de 16, ou seja 4 dias antes.

➡️ Parece que são poucos dias mas isso melhora a condição, qualidade de vida, diminui as complicações e infecções e custos hospitalares do paciente ♥️👨🏾👩🏻👴🏽👵🏼

➡️ Isso acontece porque reuniões em conjunto são importantes para fisioterapeutas trocarem informações sobre quais condutas poderiam auxiliar na movimentação dos pacientes e os profissionais da área da saúde planejarem juntos o tratamento. Há outros artigos mostrando a importância dos profissionais da enfermagem e farmacêuticos participarem dessas reuniões 💚⚡️🐍💚💪🏼


🔎📚 Para ler os artigos originais acesse:

Burch D, Bernert S, Fraser JF. Increased physician and physical therapist communication is associated with earlier mobility and decreased length of stay in the cerebrovascular and trauma neuroscience population.  NeuroRehabilitation. v. 43, n. 2, p. 195-199, 2018.

Leape LL, Cullen DJ, Clapp MD, Burdick E, Demonaco HJ, Erickson JI, Bates DW. Pharmacist participation on physician rounds and adverse drug events in the intensive care unit. JAMA. v. 282(3), p. 267-70, 1999.

 

Burns K. Nurse-physician rounds: a collaborative approach to improving communication, efficiencies, and perception of care. Medsurg Nurs. v. 20(4), p. 194-9, 2011.

Dormir pouco ou muito aumenta risco de quedas e fraturas em mulheres, revela novo estudo

Siga o TUDO SOBRE CONTROLE NEURAL no facebook, no instagram e no twitter

Por Laiali Chaar

sono

Bomba da Neurociência 🔥🔥🔥💣😱😵Artigo publicado ontem. Quantas horas você dormiu ontem, neurolover? 😴💤

➡️ Você pergunta para seu paciente quantas horas ele dorme? Se acorda descansado? Usa escalas de qualidade do sono para avaliar? Falei disso no curso desde fim de semana em Itabuna na Bahia 🇧🇷💚💛

➡️ Os estudos mostram que 40 a 70% dos adultos têm alterações de sono que têm relação com menor movimentação, depressão, ansiedade, diabetes, doenças cardiovasculares, câncer e até maior mortalidade

⚠️ Então, quanto mais sono melhor? Nãooo ✋️ Equilíbrio é tudo na vida. Até no sono.

➡️ Mulheres que dormem pouco 5 horas ou muito 10 horas por noite têm 25% mais chance de quedas frequentes e fraturar do que as que dormem 7 horas 😴💤💔

➡️ Neurocientistas americanos acompanharam 157306 mulheres saudáveis com 50 a 79 anos por 10 anos 👩🏻‍⚕️👨🏽‍⚕️👏🏼♥️

➡️ A conclusão é que sono é fator de risco para quedas. Há relação entre insônia, sono de baixa qualidade e fraturas de membro superior, inferior e tronco. Esse não foi o primeiro estudo que mostrou isso, mas foi o de melhor qualidade ♥️📚

➡️ Medicações, comorbidades e atividade física foram ajustados para não confundirem o resultado 👍

Mas por quê? 🤔

➡️ O sono altera a renovação óssea e força muscular e indiretamente aumenta as doenças e inatividade física 😰😳😴❤️

🔎📚 Para ler o artigo original acesse:

Cauley JA, Hovey KM, Stone KL, Andrews CA, Barbour KE, Hale L, Jackson RD, Johnson KC, LeBlanc ES, Li W, Zaslavsky O, Ochs-Balcom H, Wactawski-Wende J, Crandall CJ. Characteristics of Self-Reported Sleep and the Risk of Falls and Fractures: The Women’s HealthInitiative (WHI). J Bone Miner Res. 2018.

Bactérias vivem no nosso cérebro, descobre novo estudo

Siga o TUDO SOBRE CONTROLE NEURAL no facebook, no instagram e no twitter

Por Laiali Chaar

 

bacterias

Super Bomba da Neurociência 🔥🔥🔥😱😰 Role para ver as bactérias 💜👾

⠀ ⠀
Choquei! 🐣🐥 E você, neurolover? Esse é um estudo revolucionário apresentado no maior congresso do mundo, o Neuroscience antes de ontem ♥️👩🏻‍🏫👨🏽‍🏫

⠀ ⠀
Essas bactérias vem do nosso intestino e vivem no nosso cérebro 💩♥️🙇🏻🙇🏻‍♀️👾👾
⠀ ⠀
Essa descoberta não é apenas uma curiosidade. Ela sugere que nossa alimentação é muito importante para manter nossa saúde cerebral e a dos nossos pacientes ♥️😋
⠀ ⠀
A Neurociência já havia descoberto que dependendo da nossa alimentação, as bactérias que vivem no intestino se alteradas, ativando neurônios intestinais e mudando nosso humor 💩😡☹️ Por isso pessoas obesas tem mais chance de terem depressão 😔💔
⠀ ⠀

Existe até a teoria que somos controlados pelas bactérias e fungos que vivem em nosso corpo 😱👾😈

⠀ ⠀

Então, cuide da alimentacao e indique para seus pacientes que eles façam acompanhamento nutricional ♥️👼🏼👵🏼👴🏽

⠀ ⠀
Já foram encontradas bactérias no cérebro de pessoas com Alzheimer e existia a teoria de que elas provocavam a doença 🤔👵🏼👴🏽

Leia também: Parkinson pode começar no intestino, não no cérebro

⠀ ⠀
Até semana passada os neurocientistas pensavam que não existiam bactérias e vírus em um cérebro de uma pessoa saudável. Só haviam sido vistas bactérias no intestino, na pele e nas mucosas do trato gastrointestinal, ouvido e genital ⛔️⚠️⚠️⚠️
⠀ ⠀
A ideia da Neurociência era que a barreira hematoencefálica protegia e impedia as bactérias e vírus de entrarem no cérebro 😱😰
⠀ ⠀

Mas essa semana neurocientistas americanos e ingleses encontraram bactérias no cérebro de 34 pessoas 😍♥️👩🏻‍⚕️👨🏽‍⚕️
⠀ ⠀
A descoberta foi feita por acaso. Eles estavam comparando o cérebro de pessoas saudáveis e com esquizofrenia e perceberam que todos tinham bactérias 😱😱😱
⠀ ⠀
Agora farão mais experimentos para descobrir como essas bactérias interferem no nosso cérebro 🤔👩🏻‍⚕️👨🏽‍⚕️👾
⠀ ⠀
Aguardando as cenas dos próximos capítulos 📺😍
⠀ ⠀
🔎📚 Para ler o resumo com a descoberta:

R. C. ROBERTS, C. B. FARMER, C. K. WALKER. The human brain microbiome; there are bacteria in our brains! Neuroscience, 2018.

Para ler o comentário sobre a descoberta:
Servick, K. Do gut bacteria make a second home in our brains? Science. 2018.

Para ler outros artigos sobre o tema:

Miller, G. Mind-Altering Bugs. Science. 2011

Berer K, Gerdes LA, Cekanaviciute E, Jia X, Xiao L, Xia Z, Liu C, Klotz L, Stauffer U, Baranzini SE, Kümpfel T, Hohlfeld R, Krishnamoorthy G, Wekerle H. Gut microbiota from multiple sclerosis patients enables spontaneous autoimmuneencephalomyelitis in mice. Proc Natl Acad Sci U S A. v. 114, n. 40, p. 10719-10724, 2017

Cekanaviciute E, Yoo BB, Runia TF, Debelius JW, Singh S, Nelson CA, Kanner R, Bencosme Y, Lee YK, Hauser SL, Crabtree-Hartman E, Sand IK, Gacias M, Zhu Y, Casaccia P4,5, Cree BAC, Knight R, Mazmanian SK, Baranzini SE. Gut bacteria from multiple sclerosis patients modulate human T cells and exacerbate symptomsin mouse models. Proc Natl Acad Sci U S A. v. 114, n. 40, p. 10713-10718, 2017

Bravo JA, Forsythe P, Chew MV, Escaravage E, Savignac HM, Dinan TG, Bienenstock J, Cryan JF. Ingestion of Lactobacillus strain regulates emotional behavior and central GABA receptorexpression in a mouse via the vagus nerve. Proc Natl Acad Sci U S A. 108(38):16050-5, 2011.

 

Jogar baralho recupera movimentos após AVC, descobre novo estudo

Siga o TUDO SOBRE CONTROLE NEURAL no facebook, no instagram e no twitter

Por Laiali Chaar

jogos de baralho

Quem gosta do carteado?! Bomba da Neurociência 🔥🔥🔥💣💣💣 Especial no Dia Mundial do AVC, 29 de Outubro ♥️🙌🏼🙇🏻‍♀️🙇🏻

➡️ Neurolover, quando você terminar de ler esse post 30 pessoas terão um AVC no Brasil. 16 milhões de pessoas por ano sofrem AVC no mundo. 1 em cada 6 pessoas terá AVC e é cada vez mais comum em pessoas de 20 à 30 anos 😔💔💔💔

➡️ Você já estimulou seu paciente ou alguém que conhece com AVC a jogar baralho com os amigos? ♥️♦️♣️♠️ Adoro um truco e UNO rsrs

Leia também: Frio aumenta mortes por AVC, mostra novo estudo


➡️ Amamos tecnologia e exercícios super complexos e imaginamos são os melhores para um tratamento. Às vezes movimentos simples do dia-a-dia baratos e de fácil uso têm o mesmo efeito 😍🙏🏻🙌🏼

➡️ Neurocientistas descobriram isso em um estudo recente publicado na Lancet Neurology uma das melhores revistas neurolovers do mundo ♥️👩🏻‍⚕️👨🏽‍⚕️🌎

Leia também: Quem anda 35 minutos por dia tem menor chance de sofrer AVC grave, mostra novo estudo


➡️ 141 pacientes entre 18 a 85 anos de 14 hospitais do Canadá, EUA, Tailândia e Peru
3 meses após AVC com perda de movimento moderada ♥️👨🏾👩🏻👵🏼👴🏽

➡️ Duas semanas jogando baralho melhoram 30% do movimento de membro superior, força muscular, destreza, atividades de vida diária e qualidade de vida ♥️🃏💪🏼

➡️ Eles receberam treino orientado à tarefa, realidade virtual ou jogaram baralho por 2 semanas e tiveram a mesma melhora

 

Leia também: Amamentar pode proteger a mãe de AVC, mostra novo estudo


➡️ Jogar várias vezes uma bolinha ou papel amassado em um cesto várias vezes ou papel amassado tem o mesmo efeito🏀🎾⚾️⚽️🏐

🔎📚 Para ler o artigo original acesse:

Saposnik G, Cohen LG, Mamdani M, Pooyania S, Ploughman M, Cheung D, Shaw J, Hall J, Nord P, Dukelow S, Nilanont Y, De Los Rios F, Olmos L, Levin M, Teasell R, Cohen A, Thorpe K, Laupacis A, Bayley M; Stroke Outcomes Research Canada. Efficacy and safety of non-immersive virtual reality exercising in stroke rehabilitation (EVREST): a randomised, multicentre, single-blind, controlled trial. Lancet Neurol. v. 15, n. (10), p.1019-27, 2016

Ouvir Mozart diminui até 90% das convulsões na paralisia cerebral, descobrem novos estudos

Siga o TUDO SOBRE CONTROLE NEURAL no facebook, no instagram e no twitter

Por Laiali Chaar

musica 2

 

Em homenagem ao Dia Mundial da Paralisia Cerebral – 6 de outubro – Bomba da Neurociência 🔥🔥🔥💣💣💣♥️🎶 ⠀

Leia também: A Neurociência das provas

➡️ Indique para quem cuida do seu paciente com paralisia cerebral colocar Mozart Sonata em D major para ele ouvir ♥️🎶🎧 ⠀

Leia também: As dez músicas que mais diminuem a ansiedade

➡️ Os efeitos da música em pacientes neurológicos é uma das minhas linhas de pesquisa como Neurocientista e palestrante ♥️👩🏻‍⚕️👩🏻‍🏫 ⠀

➡️ E esse estudo mostra um dos efeitos mais impressionantes da música no cérebro 💜🙇🏻‍♀️💙🙇🏻

➡️ Duas a cada mil crianças têm paralisia cerebral. A paralisia cerebral causa crises epiléticas e convulsões frequentes que matam mais neurônios e pioram a condição, dependência e o movimento da pessoa 👼🏼💔 ⠀

Leia também: A música melhora o rendimento de atletas

➡️ Paralisia cerebral é um grupo de lesões encefálicas que acontecem na gravidez ou até 3 e podem causar alterações do movimento e cognitivas. Os sintomas mais frequentes incluem atraso no desenvolvimento, menor coordenação motora, rigidez muscular, fraqueza muscular e movimentos involuntários como tremores 💙♿️ ⠀

➡️ Foram incluídas no estudo pessoas com paralisia cerebral com 1 até 21 anos que tomavam medicamentos antiepilépticos para as convulsões mas que não faziam efeito ♥️👼🏼 ⠀

➡️ Todas tinham perda cognitiva grave e ouviram música 2h por dia de Mozart Sonata em D major durante 15 dias ♥️🎶🎹🎻🎧 ⠀

➡️ Houve pacientes que diminuíram as crises de 50 até 90%. Todos tiveram melhora da qualidade do sono a noite e atividade durante o dia. ⠀


➡️ Outra música colocada para o grupo controle não causou o mesmo efeito. ⠀

🔎📚 Para ler os artigos originais acesse:

Coppola G, Operto FF, Caprio F, Ferraioli G, Pisano S, Viggiano A, Verrotti A. Mozart’s music in children with drug-refractory epileptic encephalopathies: Comparison of two protocols. Epilepsy Behav. v. 78, p. 100-103, 2018.

Coppola G, Toro A, Operto FF, Ferrarioli G, Pisano S, Viggiano A, Verrotti Mozart’s music in children with drug-refractory epileptic encephalopathies. Epilepsy Behav., v. 50, p. 18-22, 2015.

Exercício diminui envelhecimento e estresse de cuidadores de pessoas com Alzheimer, descobre novo estudo

Siga o TUDO SOBRE CONTROLE NEURAL no facebook, no instagram e no twitter

Por Laiali Chaar

 

Alzheimer

Bomba da Neurociência 🔥🔥🔥💣💣💣😱😍Essa pesquisa ganhou o prêmio do ano da revista Psychoneuroendocrinology ⠀

➡️ Neurolover, milhares de pessoas cuidam 24h de um familiar ou amigo com doença neurológica ♥️🌹

Leia também: Carinho diminui progressão da doença de Alzheimer, mostra estudo

➡️ Elas são sobrecarregadas e muitas vezes tem depressão 😔💔 Por isso acho lindo toda vez que leio um artigo que pensou nelas 😍♥️🙌🏼 ⠀

➡️ Você já deu dicas ou montou um programa de exercícios para eles? 💚⚡️🐍🙌🏼 ⠀

➡️ Vamos focar também nos cuidadores de pacientes neurológicos com empatia. Precisamos criar e pesquisar técnicas que os ajudem no corpo e na mente ♥️👩🏻‍🏫👩🏻‍🔬👩🏻‍⚕️👨🏽‍🏫👨🏽‍🔬👨🏼‍🎓 ⠀

➡️ Neurocientistas fisiolovers canadenses da Universidade British Colúmbia fizeram isso e estudaram 68 cuidadores de pessoas com Alzheimer e demência ♥️👵🏼👴🏽 ⠀

➡️ Uma parte deles começou a fazer exercício e outra não alterou seus hábitos ⠀

➡️ Eles fizeram exercício físico aeróbio e musculação 40 minutos, 3 a 5 vezes por semana, orientados por um profissional durante 6 meses ♥️💪🏼🙌🏼 ⠀

➡️ 80% dos cuidadores fez os exercícios por 6 meses 120 minutos ou mais por semana. Ou seja, eles gostaram da proposta e ficaram motivados com ela ♥️😍 ⠀

➡️ O exercício melhorou o condicionamento cardiovascular, diminuiu o índice de massa corporal, gordura abdominal e estresse ♥️📈 ⠀
➡️ O exercício alterou os genes dos cuidadores diminuindo o envelhecimento porque aumentou o telômero 💙📉😱 ⠀

➡️ O telômero protege a ponta dos nossos cromossomos como aquele plástico que protege a ponta do cadarço de desfiar. Sem ele, os cromossomos encurtam e a célula para de se dividir e morre. Telômeros mais longos aumentam o tempo de vida e previnem doenças cardiovasculares e até câncer ♥️🙇🏻🙇🏻‍♀️🙌🏼 ⠀

➡️ Essa é a comprovação que cuidadores precisam ter um tempo para se cuidar também ♥️😍 ⠀

🔎📚 Para ler o artigo original acesse:

Puterman E, Weiss J, Lin J, Schilf S, Slusher AL, Johansen KL, Epel ES. Aerobic exercise lengthens telomeres and reduces stress in family caregivers: A randomized controlled trial. Psychoneuroendocrinology. 2018.