Vitamina D pode ajudar a diminuir progressão da esclerose múltipla

Siga o TUDO SOBRE CONTROLE NEURAL no facebookno instagram e no twitter

Por Laiali Chaar

vitamina D

Foto de cultura de oligodendrócitos com perda de mielina (à esquerda), em que a maioria dos axônios (vermelho) recuperaram uma bainha de mielina (verde) oito dias depois da desmielinização. Ao bloquear o receptor de vitamina D, a mielina (verde) diminui, ou seja, a  regeneração é prejudica (à direita).

         Um estudo publicado por pesquisadores da Universidade de Cambridge nesta segunda-feira mostrou que a vitamina D quando se liga a seu receptor aumenta a produção de oligodendrócitos, célula que produz a bainha de mielina, estimulando assim sua regeneração mais rápida. A Esclerose Múltipla é uma doença neurodegenerativa em que o Sistema Imunológico ataca e danifica a mielina. A bainha de mielina recobre os axônios possibilitando uma transmissão rápida dos impulsos elétricos responsáveis por transmitir as mensagens do corpo para o cérebro e do cérebro para o corpo e controlar todas as nossos comportamentos e funções. Por isso, pacientes com esclerose tem como principais sintomas perda de movimento, equilíbrio e fadiga muscular. Os cientistas há muitos anos procuram uma maneira de reparar este dano à mielina. Até agora, a maioria das pesquisas sobre vitamina D estudava seu papel na causa da doença. Este trabalho inova sugerindo o papel da vitamina D no tratamento para a progressão da Esclerose Múltipla.

            Esse estudo foi feito em culturas de células neurais. E muitas vezes a resposta em um organismo interno ou em humanos é diferente do que vemos em culturas de células. Isso acontece devido a outros fatores sistêmicos e hormonais que interferem nas respostas e funções de qualquer células. Portanto, mais estudos são necessários para entender melhor o papel da vitamina D na esclerose múltipla em animais e humanos. A vitamina D pode ser obtida através de exposição solar ou suplementação. Mas um exame de sangue prévio é necessário para se certificar dos níveis da vitamina e prevenir uma intoxicação por vitamina D. A ideia agora dos pesquisadores é desenvolver uma droga que se ligue ao receptor de vitamina D e que tenha os mesmos efeitos que a vitamina. E esse pode ser quem sabe daqui alguns anos um tratamento seguro para a Esclerose Múltipla melhorando seus sintomas e as dificuldades de seus portadores.

📷 Crédito da imagem: De la Fuente et al., 2015.

Para Saber Mais:

Alerie Guzman de la Fuente, Oihana Errea, Peter van Wijngaarden, Ginez A. Gonzalez, Christophe Kerninon, Andrew A. Jarjour, Hilary J. Lewis, Clare A. Jones, Brahim Nait-Oumesmar, Chao Zhao, Jeffrey K. Huang, Charles ffrench-Constant, and Robin J.M. Franklin. Vitamin D receptor–retinoid X receptor heterodimer signaling regulates oligodendrocyte progenitor cell differentiation. Journal of Cell Biology, 7 Dezembro2015.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s