Cheiro de mato estimula a neuroplasticidade, reduz a pressão arterial e melhora a imunidade, comprova estudo

Siga o TUDO SOBRE CONTROLE NEURAL no facebook, no instagram e no twitter

Por Laiali Chaar

 

natureza

Esse estudo descobriu que o cheiro de mato diminui o estresse no cérebro, aumenta a neuroplasticidade, diminui a pressão arterial e melhora a imunidade. Dar uma volta em meio no verde da natureza ou do parque e respirar fundo faz um enorme bem para nossos corpos. Por isso preservar a natureza é uma questão imediata de saúde pública.

Leia também: Nadar em água fria pode curar depressão, descobre novo estudo

Você já deve ter percebido que caminhar na natureza te deixa mais tranquilo. A Neurociência já sabia que passar tempo ao ar livre traz benefícios significativos para a saúde física e mental. Mas ano passado, os pesquisadores descobriram que os benefícios psicológicos dados pela natureza são ainda maiores do que imaginávamos. Uma pesquisa feita na Universidade de Stanford publicada em Julho de 2015 descobriu que passeios ao ar livre reduzem os pensamentos negativos obsessivos que caracterizam a depressão. Outro estudo publicado no fim do ano passado descobriu que passar um tempo na natureza também pode ter aplicações no tratamento para a dependência química com redução da  impulsividade e melhor auto-controle o que seria fantástico.

Leia mais: Retrospectiva 2015: 10 coisas fascinantes que aprendemos sobre a mente em 2015

Muitas vezes a Neurociência é importante para descobrir e melhor nossas vidas, outras vezes ela confirma aquilo que a sabedoria popular já sabe como nesse caso.

Para saber mais: A Neurociência das férias

Para ler o estudo original:

Bratmana, G. N.; Daily, G. C.; Benjamin J.Levy, B. J.; Gross, J. J. The benefits of nature experience: Improved affect and cognition. Landscape and Urban Planning, v; 138, p. 41-50. 2015

Berry, M. S.; Repke, M. A. Nickerson, N. P.; Conway III, L. G.; Odum, A. L.; Jordan, K. E. Making Time for Nature: Visual Exposure to Natural Environments Lengthens Subjective Time Perception and Reduces Impulsivity. Plos One. 2015.

Wood L, Hooper P, Foster S, Bull F. Public green spaces and positive mental health – investigating the relationship between access, quantity and types of parks and mental wellbeing.  Health Place. 48:63-71, v. 2017.

Baklien B Ytterhus B, Bongaardt R. When everyday life becomes a storm on the horizon: families’ experiences of good mental healthwhile hiking in nature. Anthropol Med. v. 23, n. 1, p. 42-53. 2016.

Gladwell VF, Kuoppa P, Tarvainen MP, Rogerson M. A Lunchtime Walk in Nature Enhances Restoration of Autonomic Control during Night-Time Sleep: Results from a Preliminary Study. ]Int J Environ Res Public Health. v. 3; n.13(3), 2016

Li Q, Nakadai A, Matsushima H, Miyazaki Y, Krensky AM, Kawada T, Morimoto K Phytoncides (wood essential oils) induce human natural killer cell activity. Immunopharmacol Immunotoxicol. v. 28, n. 2, p. 319-33, 2006.

.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s