Abraço melhora desenvolvimento cerebral, saúde física e mental, comprovam estudos

Siga o TUDO SOBRE CONTROLE NEURAL no facebook, no instagram e no twitter

Por Laiali Chaar

abracos

A Neurociência do Abraço! Comemorando o Dia do Abraço, 22 de Maio 🤗♥️🤗 E você, já abraçou alguém hoje? 37 mil 463 abraços para vocês, #neurolovers!

9 Motivos comprovados pela Neurociência para você abraçar alguém agora:
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🤗♥️🤗 Abraçar protege contra estresse e infecções. Neurocientistas perceberam que existe relação entre o número de abraços, resfriados e estresse.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🤗♥️🤗 Abraçar diminui a pressão arterial e frequência cardíaca: para fazer um discurso ou em uma tarefa estressante isso é ótimo.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🤗♥️🤗 Abraçar pode aliviar seus medos mais profundos: uma pesquisa descubriu que o medo da morte em pacientes paliativos é diminuído após um abraço.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🤗♥️🤗 Já dizia o poeta: “o melhor lugar no mundo é dentro de um abraço, pro mais velho pro mais novo, pra alguém apaixonado ou pra alguém medroso”. Estudos com idosos, com e sem Alzheimer, adultos, homens e mulheres mostram que o toque diminui dor física e mental e até a progressão das doenças.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🤗♥️🤗 “Tudo que a gente sofre, num abraço se dissolve”: Abraçar alguém que está passando por um momento difícil faz mais efeito do que palavras. Receber um abraço no dia do conflitos interpessoais diminuiu as emoções negativas. Pesquisa com 404 mulheres e homens por 14 dias.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🤗♥️🤗 Quanto mais você abraçar uma criança, mais o cérebro dela se desenvolve e menos estresse ela sentirá na vida adulta. Crianças negligenciadas têm menor desenvolvimento cerebral.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🤗♥️🤗 Abraço aumenta a serotonina, hormônio do bem estar. ⠀⠀⠀⠀

🤗♥️🤗 Não gosta de abraço? Algumas pessoas são assim. Comece aos poucos.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🤗♥️🤗 Abraço de familiares e amigos em pessoas em coma ou com consciência rebaixada pode ajudar a aumentar o nível de consciência.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🤗♥️🤗 Neurocuriosidade: Já reparou que as pessoas preferem abraçar com a cabeça para a direita? Estudo com 2500 pessoas descobriu que abraços com emoções positivas ou negativas intensas como medo, tristeza, paixão ou saudade são dados para a esquerda. Nas emoções neutras, o lado de preferência: destros abraçam pela direita e canhotos pela esquerda 🤗♥️🤗.

🔎📚 Para ler os artigos originais acesse:

Leia também: Fazer carinho diminui dor em bebês, descobre novo estudo

Carinho diminui progressão da doença de Alzheimer, mostra estudo

Dar as mãos para o seu parceiro pode aliviar suas dores, mostra novo estudo

Toque lento e com afeto diminui sensação de exclusão e dor física, revela novo estudo

Dormir com edredom melhora a ansiedade, estresse e insônia, mostram estudos

Murphy MLM, Janicki-Deverts D, Cohen S. Receiving a hug is associated with the attenuation of negative mood that occurs on days with interpersonal conflict. PLoS One. v. 13, n. 10, 2018.

Ocklenburg S, Packheiser J, Schmitz J, Rook N, Güntürkün O, Peterburs J Grimshaw GM. Hugs and kisses – The role of motor preferences and emotional lateralization for hemisphericasymmetries in human social touch. Neurosci Biobehav Rev. v. 95, n. 353-360, 2018.

Packheiser J, Rook N, Dursun Z, Mesenhöller J, Wenglorz A, Güntürkün O, Ocklenburg S. Embracing your emotions: affective state impacts lateralisation of human embraces. Psychol Res. v. 83, n. 1, p. 26-36, 2019.

Cohen S, Janicki-Deverts D, Turner RB, Doyle WJ. Does hugging provide stress-buffering social support? A study of susceptibility to upperrespiratory infection and illness. Psychol Sci. v. 26, n. 2, p. 135-47, 2015

Koole SL, Tjew A Sin M, Schneider IK. Embodied terror management: interpersonal touch alleviates existential concerns among individuals with low self-esteem. Psychol Sci. v. 25, n. 1, p. 30-7, 2014.

Salmani F, Mohammadi E, Rezvani M, Kazemnezhad A. The effects of family-centered affective stimulation on brain-injured comatose patients’ level of consciousness: A randomized controlled trial. Int J Nurs Stud. v. 74, p.44-52, 2017.

Anúncios

Subir montanhas transforma seu cérebro, descobrem estudos

Siga o TUDO SOBRE CONTROLE NEURAL no facebook, no instagram e no twitter

Por Laiali Chaar

subir montanha

Bombaaa da Neurociência 🔥🔥🔥💣💣💣
Neurolover, exercite teu corpo e tua mente 🍃✌🏼

Você já subiu alguma montanha? Eu já e adoro. Bora no feriado! 💚🏔🌳🍃🌱Cada vez que viajo para a natureza me transformo e descubro uma mulher em mim que nem sabia que existia ♥️😍

Para saber mais assista ao vídeo sobre Neurociência da Montanha


➡️ No Brasil temos opções ótimas: Serra da Mantiqueira, as Chapadas dos Veadeiros, Diamantina e dos Guimarães, Serra do Cipó, do Espinhaço, dos Órgãos, Aparados da Serra e Monte Roraima 💚💛🏔

➡️ Nesse estudo neurocientistas analisaram 32 pessoas após quatro dias de imersão na natureza subindo montanhas no Alaska, Colorado e Washington e sem internet 💚🏔🌳🍃🌱📵

Leia também: Cheiro de mato estimula a neuroplasticidade, reduz a pressão arterial e melhora a imunidade, comprova estudo


➡️ Subir montanhas dobrou a criatividade para resolver problemas. E aumentou o desempenho em uma tarefa de resolução de problemas em 50% ♥️🙇🏻🙇🏻‍♀️💪🏼

Mas, o que a natureza faz com nosso cérebro? 🤔💚🌳🍃

Leia também: Nadar em água fria pode curar depressão, descobre novo estudo

Um estudo com 609 pessoas do ano passado descobriu que o contato frequente com a natureza diminui a depressão, ansiedade, estresse e impulsividade 😍 Além de melhorar o bem-estar, o contato com a natureza nos deixa mais saudáveis, diminui a hipertensão e (pasmem!) até o tempo de recuperação após uma cirurgia 💚🌳💚🌳🍃

➡️ Os estímulos naturais são positivos para as emoções

➡️ Além disso, diminuir o uso de tecnologia tem efeitos positivos. Celulares exigem muita atenção, alternar entre várias tarefas, realizar tarefas rápidas e bloqueiam pensamentos que não ajudem nessas atividades, inibindo assim a criatividade 😮☹️💔📵

➡️ A hipótese é que a natureza desacelera e descansa o córtex pré-frontal, centro dos nossos pensamentos. Quando nossos músculos estão cansados descansamos. Por que não descansamos nosso cérebro cansado? ♥️🙇🏻🙇🏻‍♀️

➡️ Suspeito que a natureza age principalmente pela redução do estresse porque 15 minutos de caminhada na floresta diminui 16% o cortisol, o hormônio do estresse 😍♥️🙏🏻🙌🏼

Obrigada pela sugestão desse artigo meus amigos @brunodiasguia @mari_natrilha que sobem montanhas e também são neurolovers ♥️🙇🏻‍♀️🙇🏻💚🏔🌳🍃💪🏼

Para ler o artigo original acesse:

Atchley RA, Strayer DL, Atchley P. Creativity in the wild: improving creative reasoning through immersion in natural settings. PLoS One, v. 7, n.12, 2012.

Repke MA, Berry MS, Conway LG, Metcalf A, Hensen RM, Phelan C. How does nature exposure make people healthier?: Evidence for the role of impulsivity and expanded space perception. PLoS One. v. 22, n.13, 2018.

Fazer exercício traz mais felicidade que dinheiro, revela novo estudo

Siga o TUDO SOBRE CONTROLE NEURAL no facebook, no instagram e no twitter

Por Laiali Chaar

almas TO

Bomba da Neurociência 🔥🔥🔥💣💣💣😱💪🏼

O recado mais importante desse estudo é que pagar todos os boletos é um enorme alivio, mas não é apenas isso que importa na vida 😉😃🙏🏻🙌🏼

➡️ Essa pesquisa descobriu que as pessoas que se exercitam se sentem mal mentalmente em média 35 dias por ano. Os sedentários se sentem mal mais vezes, 53 dias por ano 😱💔

Leia também: Hormônio liberado pelo exercício pode proteger contra Alzheimer, descobrem neurocientistas brasileiros

➡️ E você quantas vezes se sentiu mal nos últimos dias? Vamos prestar atenção nisso? E fazer algo para melhorar? 🙏🏻🙌🏼😊

➡️ Pessoas que fazem exercício se sentem bem como aquelas sedentárias que ganham 25 mil reais a mais por mês que elas 🤑🤑🤑

Leia também: Atividade física diminui 51% a chance de ter Alzheimer, mostram estudos

➡️ Os exercícios em grupo tiveram mais efeito positivo na felicidade do que os individuais: futebol, futsal, pilates em grupo, basquete, volei, corrida, aulas na academia, trilhas, ciclismo, caminhada 😍♥️⚽️🏐🎱🚴🏻‍♀️🏈💪🏼

➡️ Esse estudo indica realizar 3 a 5 sessões de exercício por semana cada uma entre 30 a 60 minutos 😍♥️🤸🏻‍♀️

Leia também: Quem anda 35 minutos por dia tem menor chance de sofrer AVC grave, mostra novo estudo

➡️ Esse estudo foi publicado na Lancet, a revista mais renomada do mundo na área de saúde. E foi feito por neurocientistas de super Universidades: Oxford e Yale 😍♥️👩🏻‍⚕️👨🏽‍⚕️

➡️ Nele foi analisado o comportamento de 1,2 milhão de americanos, ou seja, muita gente. Nunca tinha visto um estudo com tantas pessoas 😍👏🏼👏🏼👏🏼

➡️ Os participantes foram questionados sobre sua atividade física e sua renda. Foi perguntado a eles: “quantas vezes você se sentiu mal mentalmente nos últimos 30 dias, por exemplo, devido a estresse, depressão ou problemas emocionais?” 😭☹️🤔

➡️ Cuide de seu corpo, cuide da sua mente, pois sem saúde não se consegue chegar aos nossos objetivos ♥️🙇🏻🙇🏻‍♀️

🔎📚 Para ler o artigo original acesse:

Chekroud SR, Gueorguieva R, Zheutlin AB, Paulus M, Krumholz HM, Krystal JH, Chekroud AM. Association between physical exercise and mental health in 1·2 million individuals in the USA between 2011 and 2015: a cross-sectional study.Lancet Psychiatry. v. 5, n. 9, p. 739-746, 2018.