Pessoas com pressão maior que 130 ou 80 mmHg são hipertensas e têm maior risco de sofrer AVC, mostra novo estudo

Siga o TUDO SOBRE CONTROLE no facebookno instagram e no twitter

Por Laiali Chaar

Guidelines.jpg

 

Bomba da Neurociência 🔥🔥🔥💣💣💣>>> Encaminhe essa reportagem para seus pacientes e pessoas que te rodeiam para ajudar a prevenir o AVC.

➡️ Na segunda feira foi publicado o Guideline de Hipertensão Arterial. A hipertensão arterial é um fator de risco para o AVC.

➡️ Se não nos prevenirmos, 1 a cada 6 pessoas sofrerá um AVC. A cada 6 segundos uma pessoa morre de AVC no mundo. Prevenir e tratar a hipertensão arterial é uma das formas de prevenção. 

➡️ Você sabe o que é um Guideline? Um Guideline é um conjunto de regras escrito por estudiosos da área para prevenir ou tratar alguma doença ou lesão. É escrito a partir de estudos científicos que testaram tratamentos e tiveram respostas boas 😇 ou ruins 😈 

➡️ As principais novidades do Guideline de Hipertensão Arterial foram: 

➡️ Pressão arterial acima de 130 ou 80 mmHg é considerada hipertensão. Antes era 140 ou 90 mmHg. Agora 42% da população é hipertensa. Esse valor baixou porque os estudos científicos mostraram que uma pressão acima de 130 por 90 já aumenta a chance de insuficiência renal, infarto e AVC. Se você tem pressão acima de 130 ou 90 procure um médico para verificar a necessidade de medicação e um fisioterapeuta ou educador físico para reabilitação cardiovascular. 

➡️A apnéia do sono é o colapso das vias aéreas durante o sono e é fator de risco para hipertensão. O uso de CPAP (aparelho que contém uma máscara que provoca a entrada de ar nos pulmões) para tratar a hipertensão na apnéia do sono não tem resultados benéficos incertos. Porque os estudos mostraram que reduz apenas 2 mmHg na pressão 

➡️A dieta continua sendo indicada com restrição do sódio e aumento da ingestão de potássio. Procure um nutricionista para orientá-lx. 


Para saber baixar e ler o Guideline acesse:

Whelton PK, Carey RM, Aronow WS, Casey DE Jr, Collins KJ, Dennison Himmelfarb C, DePalma SM, Gidding S, Jamerson KA, Jones DW, MacLaughlin EJ, Muntner P, Ovbiagele B, Smith SC Jr, Spencer CC, Stafford RS, Taler SJ, Thomas RJ, Williams KA Sr, Williamson JD, Wright JT Jr. 2017 ACC/AHA/AAPA/ABC/ACPM/AGS/APhA/ASH/ASPC/NMA/PCNA Guideline for the Prevention, Detection, Evaluation, and Management of High Blood Pressure in Adults: A Report of the American College of Cardiology/American Heart Association Task Force on Clinical Practice Guidelines. J Am Coll Cardiol. S0735-1097(17)41519-1, 2017.

 

 

Anúncios

Parkinson pode ser evitado ou tratado com planta medicinal, sugere novo estudo

Siga o TUDO SOBRE CONTROLE no facebookno instagram e no twitter

Por Laiali Chaar

parkinson

      Bomba da Neurociência 🔥🔥🔥💣💣💣 >>> Se você tem um paciente ou familiar ou você mesmo tem Parkinson consulte um nutricionista e mostre a elx esse artigo.

Até agora não existia nenhum medicamento que evita a morte desses neurônios ☠️🖤 Mas, de acordo com um estudo publicado semana passada por neurocientistas coreanos, o alcaçuz, uma planta medicinal, pode evitar a morte dos neurônios de dopamina e ajudar a retardar a progressão da doença de Parkinson e até mesmo prevenir 🌿🍃💚 . O estudo foi feito em camundongos e aqueles que receberam o extrato da planta não tiveram morte de neurônios. 


O alcaçuz é uma planta com flor Glycyrrhiza glabra e seu xarope é usado em confeitaria, medicamentos para a tosse e é usado medicinalmente desde 500 a.c. pelos gregos 🌿💚🍃 A liqueritegenina é o composto ativo que teve esses efeitos.

       A doença de Parkinson é uma doença neurodegenerativa causada pela morte de neurônios que se comunicam liberando dopamina em uma região do sistema nervoso central chamada substância nigra no mesencéfalo. Ela atinge em sua maioria pessoas com mais de 60 anos e causa tremor, rigidez, diminuição da velocidade dos movimentos, desequilíbrios e quedas. 


Vamos torcer para que os próximos testes funcionem em humanos e que ela não tenha efeitos colaterais 🙏🏻💙🙌🏼 

Para saber mais:

Hyojung Kim, Sangwoo Ham, Joon Yeop Lee, Areum Jo, Gum Hwa Lee, Yun-Song Lee, MyoungLae Cho, Heung-Mook Shin2, Donghoon Kim, Olga Pletnikova, Juan C. Troncoso, Joo-Ho Shin, Yun-Il Lee, Yunjong Lee, Estrogen receptor activation contributes to RNF146 expression and neuroprotection in Parkinson’s disease models. Oncotarget. 2017.